horses

banner bexs


News

Patrícia Bicudo e Fernanda Abreu vencedoras dos 120 km na Rach Stud Cup
Uma faixa e um banner fazem toda a diferença!
English Version Below

Patrícia Bicudo Barbosa que montou Zante Rach e Fernanda Carvalho Moreira de Abreu com Thelos foram as vencedoras da prova duas estrelas 120 km, nas categorias Adulto e Young Riders respectivamente, na prova Rach Stud International Cup e 5ª Etapa do Campeonato Paulistão 2019. Além do primeiro lugar, ambas conquistaram o Best Condition.


Patrícia Bicudo Barbosa / Zante Rach e Fernanda Carvalho Moreira de Abreu / Thelos

O Centro Hípico Marco Zero, maior centro hípico e feira permanente de cavalos de Sorocaba, Aracoiaba da Serra e Região, foi a sede da prova Rach Stud International Cup e 5ª Etapa do Campeonato Paulistão 2019, realizada nos dias 7 e 8 de setembro e que contou com a participação de 104 conjuntos (cavaleiro e cavalo).

No sábado, 7 de setembro, foram realizadas as provas CEI**  e CEIYJ** 120 km, CEI* e CEIYJ* 80 km e Curta CEN 60 km em um dia de muito calor, cerca de 31º de temperatura. E a grande novidade desta prova foi a retomada de uma premiação idealizada pelos irmãos Ricardo e Paulo Jamil Saliba em 2009: um banner e uma faixa com o nome da prova e a palavra Campeão, faixa esta que o cavalo recebia assim que fosse declarado vencedor, onde os vencedores de cada categoria juntamente com sua equipe, os organizadores e o animal posavam para foto.

Uma simples faixa, mas de inestimável valor.

“Quanto ao Banner e a Faixa acho o máximo. Ainda tenho uma faixa que ganhei com o Carajás CSM em uma prova de 80 km do Rach em Pouso Alegre há muitos anos. Olha como marca a pessoa; então super apoio!” declarou Patrícia que completou a prova em 07:19:07 e velocidade média de 16,4 km/h.

Em relação à prova, Patrícia Bicudo disse que “o tempo (calor e umidade alta) aliado ao terreno (em geral um piso mais duro com algumas pedras e um trecho de terra arada) trouxeram dificuldades ímpares para a prova. Outro fator no meu caso foi que eu pouco conhecia o cavalo, então contei muito com o apoio da minha equipe nos feedbacks, especialmente do meu veterinário Bruno Policastro. Algo muito bacana dessa prova foi que andamos todos por quase três anéis juntos, conversando e cada hora um puxava a fila. Essa interação e companheirismo me lembraram dos Enduros de muitos anos atrás e isso foi muito bacana. Apesar de pouco conhecer o cavalo, ele mais do que correspondeu às expectativas e é muito experiente. Zante Rach conta com um curriculum que poucos cavalos têm no Brasil: concluiu todas as provas de 120 das quais participou (5), com três Best Conditions nos últimos dois anos. Voltei às provas de 120 km após muitos anos tentando trazer meus cavalos para provas dessa distância e ganhar no Marco Zero foi a grande coroação de todo o trabalho desenvolvido na Equipe Cavalos Sagrados”.

Fernanda Abreu, que completou os 120 km em 08:27:39 e média de 14,18 km/h, declarou que “acho que ambos, banner e faixa, são válidos para a premiação e registro do campeão por uma questão de apresentação. Como fazem no hipismo clássico, a premiação com estes “acessórios” fica visualmente mais bonita”.

Sobre a prova ela comentou que “no geral foi muito agradável, bem estruturada e bem recepcionada. Houve uma grande mudança climática do dia anterior para sábado e creio que tenha afetado muitos cavalos no decorrer da competição. Estava um calor de mais ou menos 30 graus o que fez com que muitos cavalos e cavaleiros se desidratassem. Achei a prova bastante estratégica, não só pelas condições climáticas, como também pela trilha que apesar de ser relativamente plana, passamos por vilarejos, asfaltos, alguns morros e um atoleiro, este último diminuindo significativamente o ritmo médio de todos os conjuntos. Considerando todos os fatores, acredito ter sido uma prova difícil para o meu cavalo, sendo sua primeira de 120 km, mas conseguimos enfrentar juntos todos os obstáculos e cruzamos a linha de chegada em primeiro lugar”.


José Caio Frisoni Vaz Guimarães / Stud Brasil Itajara e João Pedro Bornia Antocheski / RG Koral

José Caio Frisoni Vaz Guimarães que montou Stud Brasil Itajara manteve a liderança desde a primeira etapa e venceu a prova CEI* 80 km, categoria Adultos, com 26 minutos de vantagem sobre a segunda colocada, Mariana Damazio Rajão com Persival Rach. Ele completou os 80 km com tempo total de prova de 04:13:07 e velocidade média de 18,96 km/h e seu animal conquistou o Best Condition.

“Em relação à faixa presenteada ao cavalo, eu acho uma ideia excelente porque não é cara e é um prêmio que valoriza o animal; todo mundo gosta e guarda”, disse Caio.

Na categoria Young Riders apenas dois cavaleiros competiram e ambos terminaram. João Pedro Bornia Antocheski com RG Koral manteve o primeiro lugar seguido por Luciana Rehder Toledo que montou Forlan Trio.

Antocheski, que completou a prova em 04:38:48 com média de 17,22 km/h também conquistou o Best Condition. Seu pai, João Leonel Antocheski terminou em segundo lugar na prova CEI** 120 km montando Achilles SBV.

“Eu gostei muito da premiação para o cavalo vencedor porque a vitória é do conjunto e o cavalo também deve ser lembrado. A foto com a equipe vencedora, o banner e a faixa de campeão é uma excelente lembrança e grande motivação. A prova foi difícil, pois as trilhas acentuadas e o clima muito quente exigiram mais do cavalo. Mesmo assim, RG Koral mostrou bons resultados desde o início até o fim da prova. Além disso, ganhar o primeiro lugar, o Best Condition e o prêmio de melhor equipe de velocidade livre é uma grande conquista para nossa equipe”, comentou João Pedro.

Na prova de Curta Distância CEN 60 km o vencedor na categoria Adulto foi Pedro Junior Marcelino que montou Marei Rach, cavalo este que competiu em 17 corridas em Cidade Jardim, das quais conquistou quatro vitórias e oito segundo lugares, e que retornou este ano ao Enduro Equestre. Marcelino manteve o primeiro lugar desde a largada e foi seguido por Felizardo Costa Brandão com Canaã ND.


Pedro Junior Marcelino / Marei Rach e Charles Gabriel Nascimento Mendes / Gandaia Marechal

Na categoria Young Riders o primeiro lugar ficou com o campeão Brasileiro de 120 km Charles Gabriel Nascimento Mendes que montou Gandaia Marechal. Ele cruzou em primeiro lugar com 30 minutos de diferença da segunda colocada Elisa Penna Chaves montando Nefertiti SBV.

“A prova como o próprio nome diz é realmente para por em prova todo nosso trabalho e todo o esforço do cavalo. Foi uma prova mais tranquila, mesmo com muita chuva dias antes. O piso em geral estava bom. No primeiro anel um pouco de pressão, mas logo tudo se acalmou e conseguimos garantir o primeiro lugar. Nossa equipe do CT Marechal mais uma vez mostrando que nosso foco é o melhor para o cavalo e para o cavaleiro, buscando sempre o bem estar e tendo nossa recompensa cada vez que subimos no pódio. Trilhas muito bem indicadas, organização do Rach Stud estava de acordo com o que buscamos. A vitória, não foi só minha, mas de todos os envolvidos com muito empenho da equipe que cada vez mais busca por conquistas e isso faz com que chegamos onde estamos. Só tenho a agradecer a todos e a essa excelente égua Gandaia Marechal, criação do nosso CT. Uma égua com muita vontade de andar e com um desempenho incrível que só vai mais longe e tenho certeza que conquistaremos muito mais juntos”, declarou Charles Gabriel.

No domingo, 8 de setembro, foram realizadas as provas Nacionais: CEN/CENYJ* 80 Km, Graduado 40 km, Aberta 20 km e o já tradicional Endurinho.

A prova de 80 km teve dois conjuntos que a fizeram juntos todo o tempo: Carlos Augusto Amaral Paes de Barros (Carlito) com Veleiro Endurance e Paula Rehder Toledo que montou Fahir Palu, mantendo sempre as primeiras colocações.

Esperava-se um emocionante sprint entre os dois enduristas na reta final, porém Carlito cedeu o primeiro lugar a Paula, que infelizmente teve seu animal desclassificado no último vet check. Coisas do esporte!

E a vitória ficou com Carlito e Veleiro Endurance que nos relatou: “Achei a ideia fantástica, pois mostra respeito e solenidade ao cavalo, logo após a confirmação no vet check final; e ao mesmo tempo prática e viável. Genial”.

Na categoria Young Riders, Elisa da Silva Penna Chaves, desta vez montando Bhaylex Trio, manteve o primeiro lugar desde a largada.


Carlos Augusto Amaral Paes de Barros / Veleiro Endurance e Elisa da Silva Penna Chaves / Bhaylex Trio

“Achei muito legal a iniciativa do banner e faixa. É uma forma de valorizar o cavalo e a equipe e não só o cavaleiro”, disse Elisa.

“A ideia realmente agradou a todos, pois em todas as demais modalidades equestres o cavalo é sempre premiado e aparece na foto junto com o cavaleiro. No enduro o pódio é sempre depois da prova. Desde a época que fizemos em Pouso Alegre, e foi bem aceita, é uma maneira de esta foto ser uma recordação para todos (cavaleiro, proprietário, equipe) e inclusive fica marcada. Importante ressaltar que nas fotos aparece o nome da prova quando divulgadas, e nós, como criadores de cavalo, achamos que o principal da competição é o cavalo e ele tem que, de alguma forma, ser homenageado, aparecer na foto”, declarou Ricardo Jamil Saliba, organizador da prova.

Nas demais provas do dia, os vencedores foram: Rodrigo Storani Saliba com Lion Kong Rach e Pedro Stefani Marino com Sabino BV, na prova de Velocidade Controlada 40 km categorias Young Riders e Adulto respectivamente.


Rodrigo Storani Saliba / Lion Kong Rach e Ana Paula Storani Saliba / Elmer Rach

Ana Paula Storani Saliba, que retornou às provas depois de longo tempo, conquistou o primeiro lugar na Velocidade Controlada 20 km, categoria Adulto, com Elmer Rach. Na Categoria Peso Pesado, o vencedor foi Douglas Ricardo Gomes com *Elferus; e o pequeno Eli Peres Steinbruch que montou Oman El Hulan foi o vencedor na categoria Mirim.

Depois das provas terminadas foi a vez dos pequeninos guiados por seus pais e/ou familiares participarem do Endurinho. Montados com capacetes e jalecos, as crianças percorreram um percurso de mais ou menos dois quilômetros e já demonstram o prazer em andar a cavalo.

As equipes vencedoras foram a Cavalo Sagrados na categoria Velocidade Livre e Haras Endurance na Velocidade Controlada.

Texto e fotos: Cidinha Franzão


Patricia Bicudo and Fernanda Abreu winners of 120 km in Rach Stud Cup

One champion’s sash and one banner make all the difference!

Patricia Bicudo Barbosa, who rode Zante Rach and Fernanda Carvalho Moreira de Abreu with Thelos, won the two-star 120 km race, in the Adult and Young Riders categories, respectively, in the Rach Stud International Cup and 5th Stage of the Paulistão 2019 Championship and both won the Best Condition Award.
The Marco Zero Equestrian Center, the largest equestrian center and permanent horse fair in Sorocaba, Aracoiaba da Serra and the Region, was the venue for the Rach Stud International Cup and 5th Stage of the Paulistão 2019 Championship, held on September 7 and 8 and 104 sets participated (rider and horse).
On Saturday, September 7th, the CEI** and CEIYJ** 120 km, CEI* and * 80 km and Short Distance CEN 60 km races were held on a very hot day, around 31º of temperature. And the big news of this race was the return of an award conceived by brothers Ricardo and Paulo Jamil Saliba in 2009: champion’s sash and a banner with the name of the race and the word Champion, which the horse received as soon as he was declared winner after the last vet check, where the winners of each category along with their team, the organizers and the animal posed for photo.
A simple champion’s sash, but priceless!
“As for champion’s sash and Banner I think it's great. I still have a champion’s sash that I won with Carajás CSM in an 80 km Rach race in Pouso Alegre many years ago. They have all my support!” said Patricia who completed the race at 07:19:07 and average speed of 16.4 km / h.
Regarding the race, Patricia Bicudo said that “the weather (heat and high humidity) combined with the terrain (usually a harder floor with some stones and a patch of plowed land) brought unparalleled difficulties to the race. Another factor, in my case, was that I knew little about the horse, so I had a lot of support from my team in feedback, especially from my vet Bruno Policastro. Something very cool about this race was that we all ran for almost three loops together, talking and every hour one pulled the group. This interaction and companionship reminded me of the Endurances rides of many years ago and it was very cool. Although I know little about the horse, he more than lived up to expectations and is very experienced. Zante Rach has a track record that few horses have in Brazil: he has completed all 120 races in which he participated (5), with three Best Conditions in the last two years. I returned to the 120km race after many years trying to bring my horses to this distance and winning at Marco Zero was the grand crowning of all the work done on the Cavalos Sagrados Team.”
Fernanda Abreu, who completed the 120 km at 08:27:39 and an average of 14.18 km / h, said: “I think both champion’s sash and banner are valid for the award and registration of the champion for the sake of presentation. As they do in other equestrian sports, the award for these ‘accessories’ is visually prettier”.
About the ride she commented that “overall it was very nice, well-structured and well received. There was a big climate change from the day before to Saturday and I think it affected a lot of horses during the competition. It was a heat of about 30 degrees which caused many horses and riders to dehydrate. I found the race very strategic, not only due to the weather conditions, but also to the trail that, despite being relatively flat, we passed by villages, asphalts, some hills and a quagmire, the latter significantly reducing the average pace of all sets. All things considered, I believe it was a tough race for my horse, being its first 120 km, but we managed to tackle all the obstacles together and crossed the finish line first”.
José Caio Frisoni Vaz Guimarães, who rode Stud Brasil Itajara maintained his leadership from the first stage and won the CEI* 80 km Adult category, with a 26-minute advantage over runner-up Mariana Damazio Rajão with Persival Rach. He completed the 80 km with a total ride time of 04:13:07 and an average speed of 18.96 km / h and his horse won the Best Condition.
“Regarding the champion's sash presented to the horse, I think it's an excellent idea because it's not expensive and it's a prize that values the animal; everybody likes it and keeps it”, said Caio.
In the Young Riders category only two riders competed and both finished. João Pedro Bornia Antocheski with RG Koral kept first place followed by Luciana Rehder Toledo who rode Forlan Trio.
Antocheski, who completed the race at 04:38:48 with a speed average of 17.22 km/h also won the Best Condition. His father, João Leonel Antocheski, finished second in the CEI** 120 km riding Achilles SBV.
“I really enjoyed the prize for the winning horse because the win is the binomial and the horse must also be remembered. The picture with the winning team, the banner and the champion’s sash is a great memory and great motivation. The race was difficult as the steep trails and very hot weather required more of the horse. Even so, RG Koral showed good results from the beginning to the end of the race. In addition, winning first place, Best Condition and the best free-speed team award is a great achievement for our team”, commented João Pedro.
In the Short Distance CEN 60 km race, the winner in the Adult category was Pedro Junior Marcelino riding Marei Rach, a horse that competed in 17 races in Cidade Jardim Racetrack, winning four races and finishing eight in second place, and returning this year to Endurance Equestrian.
Marcellin kept first place since the start and was followed by Felizardo Costa Brandão with Canaã ND.
In the Young Riders category, the first place went to the 120 km Brazilian Champion Charles Gabriel Nascimento Mendes riding Gandaia Marechal. He crossed first with 30 minutes of second place Elisa Penna Chaves riding Nefertiti SBV.
“The race as its name implies is really to test all our work and all the effort of the horse. It was a quieter ride, even with a lot of rain in previous days. The floor in general was good. In the first loop a little pressure, but soon everything calmed down and we managed to secure the first place. Our CT Marechal team once again showing that our focus is best for the horse and rider, always seeking well-being and getting our reward every time we get on the podium. Very well marked trails, Rach Stud's organization was in line with what we sought. The victory was not just mine, but of all those involved with a lot of commitment from the team that is increasingly looking for achievements and that makes us get where we are. I just have to thank you all and this excellent mare Gandaia Marechal, breeding from our CT. A mare eager to walk and with incredible performance that only goes further and I'm sure we will achieve much more together”, said Charles Gabriel.
On Sunday, September 8, the National races were held: CEN* / CENYJ* 80 Km, Controlled Speed 40 km and 20 km and the traditional Endurinho (2 km for the children).
The 80 km race had two sets that made it together all the time: Carlos Augusto Amaral Paes de Barros (Carlito) with Veleiro Endurance and Paula Rehder Toledo riding Fahir Palu, always keeping the first places.
An exciting sprint was expected between the two riders on the final stretch, but Carlito kindly gave first place to Paula, who unfortunately had her animal disqualified at the last vet check. Things that happen in the sport!
And the victory was with Carlito and Veleiro Endurance who reported to us: “I found the idea fantastic, because it shows respect and solemnity to the horse, right after the confirmation in the final vet check; and at the same time practical and workable. Great idea!”
In the Young Riders category, Elisa da Silva Penna Chaves, this time riding Bhaylex Trio, kept first place since the start.
“I found the banner and champion’s sash initiative very cool. It is a way of valuing the horse and the staff and not only the rider", said Elisa.
“The idea really pleased everyone, because in all other equestrian sports the horse is always awarded and appears in the photo with the rider. In endurance races the podium is always after the ride. Since the time we did in Pouso Alegre, and were well accepted, is a way for this photo to be a memory for everyone (rider, owner and team) and even is in memory. Importantly, the photos show the name of the race when released, and we, as horse breeders, think that the main thing in the competition is the horse and he has to somehow be honored; to appear in the photo”, said Ricardo Jamil Saliba, event organizer.
In the other races of the day, the winners were: Rodrigo Storani Saliba with Lion Kong Rach and Pedro Stefani Marino riding Sabino BV, in the 40 km Young Riders and Adult categories, respectively.
Ana Paula Storani Saliba, who returned to the race after a long time, won first place in the Controlled Speed 20 km Adult-category with Elmer Rach. In the Heavyweight Category, the winner was Douglas Ricardo Gomes with *Elferus; and little Eli Peres Steinbruch riding Oman El Hulan was the winner in the Mirim category.
After the races ended it was the turn of the little ones guided by their parents and / or family members to participate in Endurinho. Mounted with helmets and vests, the children have traveled a distance of about two kilometers and already demonstrate the pleasure of riding a horse.
The winning teams went to Cavalos Sagrados in the Free Speed and Haras Endurance at the Controlled Speed.

Text and photos: Cidinha Franzão


Follow us at:

© Arabian Horse Intl All Rights Reserved